As fotos do espetáculo em Penalva do Castelo

O espetáculo visto por Ricardo Chaves

“A Viagem do Elefante” em Penalva do Castelo foi bravo de esmólfica

Uma semana de ensaios com as dezenas de participantes locais anteviam um momento muito especial para o espetáculo. Gente de todas as idades entregaram-se a dar a cada momento da narrativa literária de José Saramago um significado teatral humanizado e comovedor. Nas salas do edifício da Banda Musical ensaiava-se entusiasticamente, procurando driblar-se a chuva que, ao longo da semana, impedia que cada uma das cenas decorresse a céu aberto.

O coreto ganhava nova roupagem à medida que o elefante Salomão se ia habituando a viver no Largo da Misericórdia. No final da manhã de Sábado, coreto e elefante estavam a postos para o espetáculo, graças aos obreiros que tão bem os tratavam.
O sol espreitou e o pano de boca celeste ia abrindo num azul prometedor.
Milhares de espectadores compareceram para a partida da viagem, enchendo por completo o largo. Acompanharam a viagem de Lisboa a Viena, guiados pela distinta caravana de penalvenses que interpretavam as personagens que o conto de José Saramago presenteia.
A equipa do Trigo Limpo teatro ACERT recebeu a generosidade afetuosa dos talentosos participantes, de um público entusiasta e de uma Autarquia que, em todos os momentos, viveu intensamente este sonho que só coletivamente obteve o sentido comunitário esperado.
Uma vez mais, obteve-se contundentemente a importância de um projeto que, através da circulação de um objecto artístico, valorizou a vida de Penalva do Castelo. Um momento de afirmação de uma identidade única e diversa num território tão rico de gente boa e bonita.

Os ACERTinos paquidermes agradecem a Penalva do Castelo e não se despedem, mas apenas acenam um reconhecido ATÉ SEMPRE!

Fotografias de Ricardo Chaves