Apresentação da digressão 2014 de 'a viagem do elefante'

Trigo Limpo teatro ACERT



Trigo Limpo teatro ACERT


Conferência de Imprensa de apresentação da digressão “A Viagem do Elefante” por Viseu Dão-Lafões. Dia 8 de Maio, às 12h no Novo Ciclo ACERT (Tondela)

 
“A Viagem do Elefante” em digressão pelo território Viseu Dão-Lafões

O Trigo Limpo teatro ACERT continua a cumprir um dos desejos de José Saramago: “no interior de cada país está o seu destino”
 
Com a presença de Pilar del Río, da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão-Lafões e de representantes dos municípios que acolhem o projeto.
 
 
O ano de 2013 ficou significativamente marcado no historial da companhia de teatro da ACERT:

  • 11 espetáculos em 9 localidades portuguesas e em Espanha, numa digressão onde o grupo permaneceu 66 dias em residência nos locais onde ocorreram as apresentações;
  • cerca de um milhar de participantes/atores e músicos estiveram ativamente envolvidos numa viagem que ancorou em praças e espaços públicos onde o elefante Salomão contou a sua história a cerca de 20.000 espectadores.

 
“A Viagem do Elefante” andarilhou pelo roteiro cultural “O Caminho de Salomão”, percorrido por José Saramago, um ano antes da sua morte, com o objectivo de dar a conhecer por outras perspetivas o país que trazia no coração. O Trigo Limpo teatro ACERT e as populações que receberam o espetáculo sentiram partilhar o desejo do nosso escritor.
 
Um novo roteiro será palmilhado, tendo como promotora a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão-Lafões, enquadrada nos projetos “Melhorar e integrar a oferta cultural e calendário de eventos”. Novas geografias possibilitarão que as populações sejam protagonistas e não só espectadores. Viventes além de videntes, cumprindo-se, em cada localidade, o anseio dum “caminhar da história e não a sua decadência, […] os nomes das pessoas que as habitam, os sonhos que os motivam a viver humanamente num lugar feito à medida humana”.
 
Em 2014, a viagem continua por mais localidades, iniciando-se a 24 de Maio, numa digressão intensa até 27 de Setembro, compreendendo outros espectáculos, para além da digressão no âmbito da CIM.
 
De malas aviadas, os ACERTinos partem para a segunda etapa duma aventura comunitária emocionante e criativamente aliciante.
 
Serão cerca de três meses de partilha humana com as populações, valorizando os seus territórios e enfatizando as suas identidades e a sua forma de bem receber o numeroso público que, de outras geografias, os habitam num acontecimento que é singular em cada espaço onde o espetáculo habita.