ACERT INDEX Sobre a Associação Programacao Novo Ciclo Teatro Trigo Limpo Basquetebol Escalada Outros Projectos Formacao
escalada
voltar a página anterior voltar à página anterior


2ª edição do Curso de Inciação à escalada em Rocha


Estágio de Alpinismo na Sanábria
Actividades
Descrição das diferentes modalidades que praticamos

O Núcleo de escalada dedica-se essencialmente à prática de escalada desportiva, com os treinos semanais à 4ª feira à noite no Pavilhão Municipal de Tondela e frequentes saídas para escalar em rocha. Com menos assiduidade, praticamos também escalada de bloco, um pouco de escalada de clássica, pontuais participações em competições e ambicionamos começar a escalar em gelo.

Realizamos também actividades de formação de modo a superar as carências técnicas dos praticantes e também em áreas complementares essenciais como o Socorrismo.

Tentamos divulgar a prática de escalada junto da comunidade de Tondela, com a publicação de notícias e estando presente com paredes de escalada em eventos como o Tom de Festa, Fintinha e Lan Party que se realizou me Tondela e com a abertura de vias de escalada na Serra do Caramulo. Também organizamos pontuais caminhadas abertas a todos os sócios da ACERT.

Fizemos já com os elementos mais assíduos do Núcleo várias descidas de Cannyoning e algumas incursões pelo alpinismo, na Serra da Estrela, Serra de Gredos, Sanábria e Picos da Europa.


ESCALADA
Quando falamos de escalada estamos a falar de um conjunto de práticas distintas e de uma quantidade de jogos que se podem fazer na vertical. A evolução que a escalada sofreu ao longo das últimas décadas, tornou-a num fenómeno, de tal forma disperso, que é difícil encontrar uma definição abrangente. Nas definições de vários autores verifica-se que quanto mais específica for, menos abrangente se torna. Assim sendo, se tentássemos definir escalada arriscaríamos algo como:

"deslocamento quadrúpede sobre um plano que, ao tender para a verticalidade, impõe dificuldades de progressão.”

A escalada pode variar entre a superação de pequenos blocos de rocha, a escalada de alta competição, a superação de grandes vertentes montanhosas, a escalada da Torre Vasco da Gama ou de qualquer objecto suficiente grande para ser trepado. Tudo isto é escalada!


Definição de alguns dos principais tipos de escalada:

Escalada Clássica:
Este estilo é o que se manteve mais fiel às suas origens e por isso consiste na escalada de grande vias, geralmente superiores a 100m de altura, que obrigam à técnica de progressão em cordada, através de vários lances de corda e implicam que os pontos de segurança da corda sejam postos pelo primeiro escalador à medida que sobe, devendo o segundo recolhe-los, deixando assim o mínimo de material na rocha.

Escalada Desportiva:
Este tipo de escalada é o mais indicado para a iniciação, por ser mais seguro. Consiste na superação de vias de dimensão média, que varia geralmente entre os 10 e 30m de altura, que são previamente equipadas com material permanente e grande fiabilidade, para se prender a corda de segurança. Sendo mais segura, este tipo de escalada, para além da iniciação, permite aos praticantes concentrarem-se mais sobre a dificuldade das vias. A escalada desportiva inclui também a escalada em paredes de escalada artificiais, assim como a escalada de competição.

Escalada de Bloco:
Esta variante consiste na superação de pequenas vias, que não ultrapassam geralmente os 5m de altura, sem recurso a corda de segurança. Este tipo de escalada, que se pensa ter surgido essencialmente como método de treino para outras escaladas, adquiriu uma identidade e filosofia própria, encerrando em si um fim. Esta escalada permite ao praticante centrar-se sobretudo na dificuldade conseguindo-se superar itinerários verdadeiramente impressionante, para além da beleza estética dos movimentos dos locais e da componente social e de diversão que geralmente se associa a esta prática.

Escalada em Gelo:
Neste tipo de escalada incluem-se os vários de tipos de progressão em neve, gelo glaciar e gelo de fusão, típicos das actividades invernais. Para esta escalada, os praticantes recorrem a ferramentas extra, nomeadamente os “piolets”, que usam nas mãos para espetar e traccionar no gelo e os “crampons” que se usam nas botas para espetar os seus bicos no gelo.

» voltar ao topo

Pesquisar



Calendario
Mes Anterior Dezembro 2017 Proximo Mes
S T Q Q S S D
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31



Newsletter
Receba as últimas novidades da ACERT no seu email


Noticias

2013-05-08
» Equipa mais jovem!
2011-06-13
» PENTA ESCARAMULAR