ACERT INDEX Sobre a Associação Programacao Cinema Teatro Trigo Limpo Basquetebol Escalada Outros Projectos Formacao
http://www.acert.pt/programacao/registo.php?id=778
programacao
voltar a página anterior voltar à página anterior
Woyzeck
Calendarizaçao
Local:  Auditório 1
Data/Hora:  Sex e Sab, 8 e 9 Jun’12, às 21:45

Woyzeck
Teatro da Academia
Teatro
Preço: 2,50 €
Duração: 115 minutos
Classificação: M/16

Um projeto artístico que atesta a dinâmica teatral inovadora do teatro académico, e que acaba de receber o 1º Prémio do FATAL 2012.

Muitas das personagens em Woyzeck são doentes. Woyzeck delira, o Médico é um maníaco e o Capitão um melancólico. Mas o terem este ponto em comum só os faz distanciarem-se irremediavelmente, em que cada um é prisioneiro do seu próprio mal e daí resultar o serem paradoxalmente vítimas e carrascos.

Em Büchner, esta tomada de consciência da natureza profunda do “mal” numa mistura do trágico e do cómico, permite a aparição do humor, como uma maneira de olhar e como uma vingança sobre, o trágico.

O que Büchner nos quer mostrar num tom de caricatura grotesca e de simpatia pelos oprimidos é que também os conceitos de “moral” e de “virtude” são socialmente determinados. Poderão os discriminados, cuja vida é preenchida com problemas de subsistência, darem-se ao luxo de seguir um preceito moral e de virtude?

Distanciando-se de igual modo do romantismo e do naturalismo em Woyzeck, Büchner, faz esta união indissolúvel do mundo visível e do invisível, que está na origem do Teatro e que é a sua única razão de existir.

 

Processo Criativo

Nos vinte anos de atividade o TA, teatro da academia do Instituto Politécnico de Viseu, quis de novo voltar ao chamado Teatro de Reportório, na ideia que o trabalho sobre os textos dramáticos de referência devem ser uma fonte de descoberta da importância das palavras, dos silêncios e dos subtextos que permitem.

Todo o processo criativo em “Woyzeck”, partiu do pressuposto do desenvolvimento de todos os intervenientes nas várias dimensões das Artes de Palco: Pesquisa Documental, nas leituras na História da importância de Buchner no Teatro e em particular na sua influência na estruturação do Teatro Contemporâneo; Texto/Dramaturgia, na tradução a partir das versões Francesas e Inglesas e posterior fixação do Texto a levar à cena; Cenografia, na tentativa de encontrar no menor uso de recursos os indicadores óbvios para a caracterização dos enquadramentos cénicos; Interpretação, no trabalho de Ator, em particular na contensão e na tensão fraturante do texto proposto; Desenho de Luz e Som, na discussão dos ambientes e atmosferas que traduzam a linguagem encenada.

Processo desenvolvido desde Dezembro de 2011, com ensaios regulares de 3horas todas as quartas feiras no CAFAC-IPV, com todo o elenco e criativos, vai ser estreado a 10 de maio no Teatro Viriato em Viseu.

O TA, com mais esta produção, acredita que no trabalho regular sobre a descoberta de novas formas de fazer os “jogos de palco” e de encontrar novas abordagens que este processo criativo proporciona, de assim poder contribuir, para a fruição da “cena” e ao mesmo tempo para a formação de um Público mais critico e conhecedor pelas aprendizagens adquiridas.


Historial do grupo

O Teatro da Academia é um grupo de criação teatral constituído exclusivamente por discentes do Instituto Politécnico de Viseu. Elemento ativo da vida artística viseense, iniciou a sua carreira, em 1992, com o espetáculo Hió!…Hió!. Desde então, celebrou autores como Wedekind, com Wendla (1995) a partir de O Despertar da Primavera; Jorge de Sena, com Nem sempre a Pena É Leve (1995); Goldoni, C. com kôkô, Ranheta e Facada (1996), a partir de Estalajadeira; Franz Kafka com O Cavaleiro do Balde (1996); Virgílio Ferreira com Salvação (1997); Alberti, R. com Noite de Guerra (1999); Paul Auster com Stan & Ollie. Construtores de Muros (2001); Brecht, B. com A Excepção e a Regra (2005); Jarry, A. com UBUs (2006); Garret, A. com Falar Verdade a Mentir (2008) e Mrozeck, S. com Europa (2010). Este último vencedor do prémio Público, Fatal 2010.

Tendo sempre como criador artístico Fraga, o Teatro da Academia, levou igualmente a cena criações originais como: Auto da Prima Vera (1993), A Arca do Não o É (1995), Uma Cadeira Não é uma Brincadeira (1997); Delícias e Malmequeres (1998), Chão de Almas (2004), entre outros.

Ao longo destes vinte anos, que agora se celebram, o Teatro da Academia participou em encontros de teatro universitário como o Actus em Coimbra, Salta em Aveiro, Entu no Algarve e, mais recentemente, o Fatal em Lisboa.

Para além disso, participou em eventos promovidos pela Câmara Municipal de Viseu, como o Festival de Teatro Jovem, e teatro para as escolas do concelho. De igual modo, aceitou convites de associações culturais e recreativas do distrito como Gogim, Moimenta da Beira, Armamar, Oliveira de Frades, Nelas, entre outros.

 

Nota biográfica do autor 

Georg Büchner nasceu em Outubro de 1813 na cidade alemã de Goddelau. Filho de médico militar, estudou medicina e fundou uma sociedade radical de proteção dos direitos humanos. Impulsionador da revolta económica e política do início de sec. XIX, escreveu a sua primeira peça em 1835, Dantons Tod, onde se vive um ambiente de pessimismo. Segue-se  Leonce und Lena, em 1836, uma sátira às ideias do Romantismo e Woyzeck, escrito entre 1835 e 1837, onde mostra uma compaixão pelos pobres e pelos oprimidos. Figura do Expressionismo, faleceu em Zurique em 1837, com 23 anos.




Ficha Técnica
Texto - Georg  Büchner

Conceção, Direção e Espaço Cénico - Fraga

Desenho de Luz - Cristóvão Cunha

Desenho de Som e Banda Sonora - Pedro Ribeiro

Apoio Figurinos - Mara Maravilha

Tema Musical - Adriano Filipe

Desenho Técnico Cenográfico - José Luís Loureiro

Produção - Clarisse Nunes. Teatro da Academia

Intérpretes - Cristóvão Cunha, Jorge Justo, Mariana Veloso, Marina Bento, Marta Santos, Paulo Armamar, Pedro Rocha, Pedro Sobral, Rafael Cardoso, Ricardo Cavadas, Rita Casinhas, Rosa Oliveira, Sérgio Fernandes.


Pesquisar



Calendario
Mes Anterior Abril 2012 Proximo Mes
S T Q Q S S D
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            



Newsletter
Receba as últimas novidades da ACERT no seu email



http://issuu.com/acert/docs/agenda_acert_out_nov_dez_2014



Noticias

2014-09-29
» IV Capítulo
ACERT.PT © 2006 - Todos os direitos reservados Powered by vbworks.net