Mensagem de Pilar Del Río

Fundação José Saramago


Para "A Viagem do Elefante" - TRIGO LIMPO teatro ACERT

"É preciso recomeçar a viagem. Sempre. O viajante volta já". Assim o prometeu José Saramago quando terminou Viagem a Portugal, um livro, uma opção de vida e um levantamento monumental do país que o viu nascer e que, como a um corpo amado, percorreu uma e mil vezes, até pouco antes de morrer, quando sonhou o Caminho de Salomão.
E estamos na rota. Com um elefante tão grande como os sonhos de Saramago, com o mesmo ânimo e a mesma paixão porque para suster o mundo são necessários projectos que nos mostrem humanos e criadores, artífices de uma vida diferente daquela a que nos querem prender como se fosse uma condenação.
O elefante, a sua gente, os seus fazedores e amigos salvar-nos-ão do tédio da desumanidade e fá-lo-ão com os melhores instrumentos: abrindo caminho com música e literatura, com palavras, com a imprescindível colaboração e a necessária amizade.
Sendo isto assim, como poderia não estar presente a Fundação José Saramago? É um dever e uma honra partilhar a viagem, esta que começa e que não terminará nunca porque “é preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos ao lado deles”.
Obrigada amigos da ACERT, por nos deixarem participar na aventura de deixar pegadas ao lado de pegadas. Com o elefante, convosco, os sonhadores deste tempo.

Pilar del Río

26 Jun'13