08 out , 2016
SÁB
visitas guiadas A Cerâmica Contemporânea à Conversa com as Artes Plásticas Uma sessão de encerramento da exposição criada no Tom de Festa serve de pretexto para uma conversa sobre os caminhos da cerâmica contemporânea e aonde nos leva este trilho que agora se iniciou. Uma visita guiada acompanhará a conversa com os ceramistas, a artista plástica envolvida e pessoas interessadas no tema em análise.
08 out , 2016
SÁB
Uma sessão de encerramento da exposição criada no Tom de Festa serve de pretexto para uma conversa sobre os caminhos da cerâmica contemporânea e aonde nos leva este trilho que agora se iniciou. Uma visita guiada acompanhará a conversa com os ceramistas, a artista plástica envolvida e pessoas interessadas no tema em análise.

visitas guiadas

debate

gratuito

Calendarização

08 out
sáb
16:00
Tondela  (Galeria ACERT)

A Cerâmica Contemporânea à Conversa com as Artes Plásticas

Cerâmica em Performance / 10 Ceramistas em palco

O Festival Tom de Festa, na edição dos 40 anos da ACERT, prestou o seu tributo a esta significativa expressão cultural. Ao longo do período do Festival, dez ceramistas de pontos distintos do país, com as suas rodas e barros de diferentes cores, ganharam o palco para erguerem peças ao som da música. Não foi uma demonstração, mas um espetáculo de interação com o público, revelando a magia de mãos e o contágio entre linguagens artísticas.

Carlos Lima e Xana Monteiro, ceramistas e escultores de Molelos, foram os cicerones desta aventura de comunicação em 3 sessões de cerca de 40 minutos, onde a música de Gustavo Dinis foi moldada pelo engenho dos ceramistas em palco: Alberto Azevedo, Ana Lousada, Ana Maló, António Duarte, Carlos Lima, Carlos Neto, Miguel Neto, Paula Violante, Vasco Baltazar e Xana Monteiro. Depois destas sessões, os ceramistas assumiram-se enquanto grupo e chamam-se, agora, Desalinhados.

Ficha técnica e artística

Banhos de Lama / Instalação de Andrea Inocêncio

O resultado dos desempenhos artísticos dos ceramistas ao longo destes 3 dias foi trabalhado por Andrea Inocêncio, numa peça onde se integraram os trabalhos alguns previamente criados e que pode ser vista na Galeria da ACERT.

O seu trabalho tem por base a observação e a participação ativa num processo contínuo de investigação e de criação, coletiva e individual. Colabora com artistas provenientes de várias áreas, procurando enriquecer a sua prática artística e explorar a transdisciplinaridade, algo que voltou a fazer neste Tom de Festa, interagindo com os trabalhos previamente criados pelos ceramistas.