27 setembro
sexta
21:30
teatro Iceberg, O Último Espetáculo PERIPÉCIA TEATRO “Esta não é uma peça para “meninos de coro”, com corações sensíveis e de fácil melindre, habituados a cadeiras estofadas. “
27 setembro
sexta
21:30
“Esta não é uma peça para “meninos de coro”, com corações sensíveis e de fácil melindre, habituados a cadeiras estofadas. “

teatro

Calendarização

27 setembro
sexta
21:30
Tondela

Iceberg, O Último Espetáculo

PERIPÉCIA TEATRO

“Tudo começa (e acaba!), depois de um longo período, em que o Homem, cego pela ambição e pelo consumismo, fascinado pelas suas próprias descobertas e invenções, não cuidou da sua casa. Cortou árvores, deixou que rios e mares se povoassem de materiais poluentes, fez do plástico e do betão reis. Egoísta e inconsequente, gastou recursos e privou os animais dos seus habitats. “ICEBERG” não é uma comédia, não é um espectáculo que nos faça rir a bandeiras despregadas. É antes uma forma, de vez em quando cómica, de narrar tragédias, a do Homem e a da Terra. É uma maneira de abordar, sem tabus, assuntos sérios, aqueles que preferimos varrer para debaixo do tapete. Para fazermos de conta que não temos responsabilidades. Para ocultarmos do olhar indiscreto das visitas a sujidade. As visitas, afinal, somos nós próprios. Visitas e anfitriões desta esfera perdida no espaço, que julgamos exclusivamente nossa. Tudo começa depois do grande degelo.”

Luisa Félix

Ficha técnica e artística

Criação, Dramaturgia, Concepção do Espaço Cénico e Figurinos de Sérgio Agostinho, Noelia Domínguez e José Carlos Garcia. *Com um excerto de “Home” de Warsan Shire, uma adaptação da canção “Como Madame Bovary” de Liliana Felipe e uma inspiração livre num texto de “Cadernos de Lanzarote” (1993) de José Saramago.
Direção: José Carlos Garcia
Interpretação: Noelia Domínguez e Sérgio Agostinho.
Música ao Vivo: Vitor Hugo Ribeiro
Fotografia de Cena: Lino Silva Cenário
Adereços e Design Gráfico: Taveira Durão
Montagem e Operação de Luz e Som: Peter Case
Assistência à produção e à construção de cenário: Sónia Botelho
Classe de Voz: Joana Valente
Luz: Nuno Tomás
Direção de Produção: Sérgio Agostinho
Produção Executiva: Sara Casal.
Espetáculo estreado a 12 de Junho de 2019, na Praça Cavaleiro de Ferreira, Bragança.