18 out , 2020
DOM
em cena Para ti, sophia Trigo Limpo teatro ACERT Novo espetáculo do Trigo Limpo teatro ACERT, a partir de "A Floresta" de Sophia de Mello Breyner Andresen.
Classificação
Maiores de 6
Duração
60 minutos
18 out , 2020
DOM
Novo espetáculo do Trigo Limpo teatro ACERT, a partir de "A Floresta" de Sophia de Mello Breyner Andresen.

em cena

digressão

Classificação
Maiores de 6
Duração
60 minutos

Calendarização

18 out
dom
21:30
Castro Daire  (Espaço Montemuro. Campo Benfeito)
28 fev
sex
21:30
Fundão  (A Moagem)
12 jan
dom
16:00
Pombal  (Encontro de Teatro 2020)
04 dez
qua
10:30
Tondela  (Auditório 2, Novo Ciclo ACERT)
30 nov
sáb
16:00
Vila Nova de Famalicão  (Espaço Fauna)
22 nov
sex
21:30
Alcochete  (Fórum Cultural de Alcochete)
21 nov
qui
14:30
Guarda  (Teatro Municipal da Guarda)
04 nov
seg
10:00
Coimbra  (Convento São Francisco)
03 nov
dom
16:00
Coimbra  (Convento São Francisco)
17 out
qui
10:30
Montemor-o-Novo  (Teatro Curvo Semedo)
09 out
qua
14:00
Viseu  (Festival Outono Quente)
09 out
qua
10:00
Viseu  (Festival Outono Quente)
22 jun
sáb
21:30
Portalegre  (Alter do Chão)
31 mai
sex
15:00
Vila Real  (Mostra de Artes para a Infância - MAPI'19)
07 mai
ter
14:30
Mortágua  (Centro de Animação)
07 mai
ter
10:30
Mortágua  (Centro de Animação)
30 mar
sáb
21:30
Oliveira de Frades  (Cine Teatro Dr. Morgado)
21 mar
qui
10:30
Mortágua  (Centro de Animação Cultural)
17 mar
dom
11:00
Braga  (Espaço Vita)
14 mar
qui
14:30
Entroncamento  (Centro Cultural)
26 nov
seg
14:30
até
28
NOV
QUA
15:30
Maia  (Queinta da Caverneira)
26 nov
seg
10:30
até
28
NOV
QUA
11:30
Tondela  (Auditório 2)
24 nov
sáb
21:45
Tondela  (Auditório 2)
23 nov
sex
21:45
Tondela  (Auditório 2)

Para ti, sophia

Trigo Limpo teatro ACERT

Enquanto nos sentimos “pequenos” o mundo ainda nos fascina e os ciclos da vida ainda são diários, próximos da natureza e inscritos na memória coletiva… a água (toda ela: na fonte, no lago, no rio ou no mar) lembra-nos sempre, talvez inconscientemente, o ventre materno, esse lugar mágico onde voámos por dentro do estado líquido. O sol, as flores, os animais, o dia e a noite nascem e morrem lembrando-nos que somos efémeros.
Enquanto nos sentimos “pequenos” reinamos, fazendo de conta, e tudo tem a magia dos sonhos, lembrando-nos que a realidade é também o que imaginamos.

“Florinda – disse o Rapaz de Bronze – vou-te ensinar um grande segredo: quando tu vires uma coisa acredita nela mesmo que todos digam que não é verdade. (…) As coisas extraordinárias e as coisas fantásticas também são verdadeiras…”

Sophia descreve o mundo, através do olhar dos mais “pequenos”, de uma forma sublime. O Trigo Limpo teatro ACERT cria parte desse mundo neste espetáculo de teatro para todos, inspirando-se num livro da autora que faz parte do Plano Nacional de Leitura.

Ficha técnica e artística

texto - a partir de “a floresta” de Sophia de Mello Breyner Andresen
Dramaturgia e encenação: Pompeu José
Assistência de encenação: Raquel Costa
Interpretação: António Rebelo, Pedro Sousa e Sandra Santos
Cenário e grafismo: Zé Tavares
Música: Paulo Nuno Martins
Figurinos: Adriana Ventura
Desenho de Luz e Técnica: Paulo Neto
Sonoplastia: Luís Viegas
Produção: Marta Costa
Fotografia: Carlos Teles
Apoio à produção: Rui Coimbra
Secretariado: Rui Vale e Paula Pereira
Carpintaria: Carmosserra
Serralharia: Araufer
Moedas: Tondeltorno
Agradecimento: Adília Ventura

126ª produção do Trigo Limpo teatro ACERT
Estreia a 23 de novembro de 2018 no Auditório 2 do Novo Ciclo ACERT


Galeria de imagens